Também

Horta no terraço: pragas e doenças


Horta no terraço: pragas e doenças


Até vegetais cultivados em varandas e terraços podem estar sujeitos a ataques de parasitas e doenças animais ou fúngicos. As doenças podem resultar de erros cometidos no cultivo da planta, como exposições incorretas, plantios muito próximos ou regas feitas incorretamente. Mesmo que a planta tenha sido cultivada corretamente, pode acontecer que ela seja atacada por parasitas de origem animal, como insetos ou fungos: no primeiro grupo, podemos citar, por exemplo, pulgões, também chamados de piolhos, que se acumulam colônias que sugam seiva de brotos e galhos macios. Juntamente com os pulgões, as formigas que se alimentam da melada produzida pelos próprios pulgões frequentemente aparecem. Para combater essa infestação, remova manualmente os insetos e lave a planta. Em vez disso, a cochonilha se protege com um escudo ceroso de cor branca e se esconde sob a lâmina foliar: para combatê-la, esfregue álcool etílico na parte afetada ou borrife óleo branco em emulsão. Lembramos que no verão ou quando estiver quente, teremos que usar óleo mineral no verão. Outros insetos são a aranha vermelha, a cavola da borboleta, que deve ser eliminada manualmente, ou, no caso da aranha vermelha, com uma infusão de rabo de cavalo. No que diz respeito às doenças de origem fúngica, lembramos as mais conhecidas, como o míldio e o mal branco: a primeira, que pode ser tratada com uma infusão de urtiga, manifesta-se por manchas marrom-amareladas na página superior das folhas, cobertas abaixo de um molde esbranquiçado e com podridão ao longo da haste. O segundo se manifesta com uma pátina esbranquiçada em pó em todas as partes da planta. Se não for possível impedir sua propagação, será necessário eliminar completamente a planta. Outras doenças de origem fúngica são ferrugem e mofo cinza.