Jardim

Palma


Generalitа


A palmeira é uma espécie que inclui arbustos e plantas com tronco robusto e robusto. Provavelmente é simplesmente uma planta que, tendo um tronco de grandes dimensões, é comumente definida como "palmeira". O tronco pode ser mais ou menos alto, dependendo das espécies, liso ou caracterizado por grandes escamas, de cor cinza ou marrom. Essas diferenças morfológicas na cor e forma do tronco sempre dependem das espécies às quais a palmeira pertence. Em algumas espécies, o tronco atinge até trinta metros de altura, em outras não ultrapassa quatro metros. As folhas podem ser duplas e pinadas, presas aos dois lados do caule, ou simples e pontiagudas que se abrem como um leque. O hábito da planta é claramente arbustivo, com uma coroa muito grossa e decorativa e com a aparência típica de uma planta tropical. Geralmente, é uma planta perene e perene.

Variedade de palmeiras



A palmeira inclui várias espécies de plantas. Muitos são cultivados para fins decorativos, em jardins públicos e privados. Outros são usados ​​porque os tecidos são feitos de suas folhas. Entre as variedades mais conhecidas e cultivadas, mencionamos a palmeira anã, azul, de coco, tâmara e Havaí. A palmeira anã, nome científico Chamaerops humilis, comumente conhecida como palmeira de São Pedro, é nativa da África e do sul da Europa. O nome científico e comum da planta deriva do tamanho do tronco, que geralmente não excede quatro metros de altura. Esta é a única espécie que cresce selvagem nas áreas do sul. A azul, nome científico Brahea armata, é uma árvore sempre-verde, de crescimento lento, que pode atingir até quinze metros de altura. O coqueiro, nome científico Cocos nucifera, é uma planta que pode atingir até cem anos de vida. Seu tronco tem alturas entre vinte e trinta metros. A espécie de data, nome científico Phoenix dactylifera, é uma palmeira gigante: seu tronco pode atingir trinta metros de altura. Semelhante à tamareira também é a palma das Canárias, nome científico Phoenix Canariensis. Nativa das ilhas de mesmo nome, essa palmeira é muito invasiva, pois tende a crescer muito alta. A palma do Havaí é o único do gênero palma a não pertencer à família Aracaceae. É uma planta suculenta (gorda) que pertence à família Campanulaceae. Seu nome científico é Brighamia insignis e é nativo das áreas vulcânicas das ilhas havaianas. Em seu ambiente natural, atinge quatro metros de altura, enquanto em nossas áreas, cultivadas em vasos, não excede um metro.

Flores e frutos


A forma e a morfologia das flores e frutos da palmeira mudam de acordo com as espécies a que pertencem. Em geral, as flores da palmeira aparecem fechadas em uma folha oval chamada "spata". Sua cor é amarela ou esbranquiçada. As inflorescências da palma também são dióicas, ou seja, são apenas masculinas ou femininas. As plantas que possuem flores masculinas e femininas são chamadas "hermafroditas". A palmeira geralmente floresce na primavera; algumas espécies também podem florescer entre a primavera e o verão. Os frutos, por outro lado, são semelhantes às avelãs, mas com consistência e tamanho que diferem de acordo com a espécie. Pense, por exemplo, no coqueiro, que produz grandes frutos ovais, e na tamareira, que produz frutos com dois ou três centímetros de largura e até sete centímetros de comprimento. Os frutos das palmeiras são na verdade drupas, ou frutos carnudos compostos de casca, polpa e uma ou duas sementes lenhosas.

Exposição, temperatura e solo



Sendo uma planta tropical, precisa de exposições ensolaradas. Algumas espécies podem preferir sol direto o dia todo, outras por pelo menos cinco horas por vez. O anão, por outro lado, parece resistir mesmo a baixas temperaturas e geadas. Devido a essa alta adaptabilidade, também é cultivada em áreas alpinas. O coqueiro, por outro lado, deve ser cultivado em temperaturas acima de dez graus. A planta teme o vento frio e as mudanças de temperatura. A data em que, por outro lado, precisa de temperaturas muito altas, mesmo quarenta graus, para produzir frutas. Finalmente, a espécie azul também suporta temperaturas de inverno abaixo de dez graus, o que a torna ideal para o cultivo em áreas montanhosas. No entanto, no caso de geada persistente no inverno, as folhas jovens podem ser arruinadas. O solo ideal para o cultivo de palmeiras deve ser fértil, bem drenado e rico em húmus. Para algumas palmeiras, também pode ser suficiente para o solo normal do jardim, desde que misturado com areia para ajudar na drenagem. O coqueiro, por exemplo, cresce muito bem em solos salinos e arenosos.

Fertilização e irrigação


A palma, se cultivada em solo adequado, fértil, drenado e rico em húmus, não precisa de fertilização. Isso torna o cultivo particularmente fácil, pois não é necessário administrar algum fertilizante ou fertilizante. Quanto à irrigação, a palmeira é uma planta tropical, para suportar períodos de seca. No inverno, devido às fortes chuvas, a irrigação pode ser suspensa. A rega é necessária durante o período vegetativo (primavera - verão), para favorecer o desenvolvimento geral da planta, folhas e amadurecimento dos frutos. Antes de regar novamente, aguarde até que o solo esteja completamente seco.

Repotting e poda



A palmeira, sendo uma planta de crescimento lento, pode ser mantida em vasos por alguns anos. O transplante no solo deve ocorrer quando a planta não puder mais ser contida no vaso. Repotting geralmente ocorre após dois ou três anos. Ao plantar a palmeira no chão, a menos que seja uma palmeira anã, é necessário fornecer uma área o mais distante possível do bairro, para não criar problemas com a propagação excessiva da folhagem da planta ou tronco muito alto. A palma é podada nos primeiros dois, três anos para determinar a forma e o crescimento da coroa. Essa operação é chamada de poda de treinamento. A poda de produção não é necessária para estimular o amadurecimento de flores e frutos. Em alguns casos, pode ser necessário remover as peças secas ou danificadas.

Multiplicação


A palma é uma planta que se propaga por sementes ou por transplante de brotos basais. As palmeiras do gênero Phoenix, por exemplo, se propagam exclusivamente por sementes. A palmeira anã, por outro lado, também pode ser propagada através do transplante de ventosas. Estes são tirados no início da primavera ou no outono. As mudas enraizadas são então colocadas em vasos com um diâmetro não superior a dez centímetros. Se a propagação de sementes for escolhida, é necessário semear somente na primavera.

Pragas e doenças



No caso de solo muito úmido ou irrigação excessiva, a palma da mão pode ser afetada pela podridão das raízes. Os parasitas que mais freqüentemente afetam a planta são a cochonilha, a aranha vermelha e um assustador besouro chamado "gorgulho vermelho". Este último ataca principalmente a tamareira, devorando sua coroa inteiramente. Milhares de palmeiras sicilianas foram literalmente destruídas por esse besouro, agora considerado uma verdadeira praga cultural.

História e simbolismo


A palma é uma planta conhecida desde os tempos antigos. Foi cultivado na Mesopotâmia e no Oriente Médio há cinco mil anos. A importância é tal que a planta é mencionada trinta vezes na Bíblia e vinte e duas vezes no Corão. Movendo-se para o Novo Mundo, no entanto, na América, deve-se notar que a palma também deu nome a um município dos EUA localizado no estado da Flórida. Este centro suburbano é chamado, de fato, Palmetto Bay. Além disso, durante a Guerra Revolucionária Americana, as palmeiras foram usadas para construir o forte que protegia os soldados das armas britânicas. Parece, de fato, que a madeira esponjosa do tronco absorveu ou desviou as canhões das tropas inimigas. A palma também tem um significado importante na linguagem das plantas e flores. Suas folhas, por exemplo, foram consideradas um símbolo de vitória e triunfo na era pré-cristã. Os romanos antigos recompensavam os gladiadores vitoriosos com folhas desta planta. No início do cristianismo, ainda continua sendo um símbolo de triunfo e vitória. De fato, no evangelho, Jesus, de jumento, entra em Jerusalém aclamado pelas pessoas que estão segurando folhas de palmeira e ramos de oliveira. O evento é comemorado todos os anos durante a Páscoa e é lembrado como o "Domingo de Ramos". No simbolismo cristão, representa a vitória da fé contra os inimigos da alma, mas também paz e abundância.

Palma: Propriedade



As propriedades da palmeira mudam de acordo com a espécie a que pertencem. Efeitos benéficos são atribuídos a datas. A partir desses frutos, por exemplo, drupas da palmeira com o mesmo nome, é obtido um xarope que, fervido em água, combate tosse e resfriados. Outras espécies de palmeiras não têm propriedades particulares, outras também podem ser tóxicas. Na maioria dos casos, no entanto, a palma é cultivada por razões ornamentais.
Assista ao vídeo


Vídeo: Roda Roda Roda Caranguejo peixe é - DVD Galinha Pintadinha 3 - OFICIAL (Dezembro 2020).