Jardinagem

O cheiro de abelhas


O cheiro de abelhase as descobertas incríveisna luta contra doenças


No mundo animal, o olfato tem uma importância fundamental, na busca de alimentos, no acasalamento e, de maneira mais geral, na própria sobrevivência.
Mesmo animais pequenos, como insetos, têm uma percepção altamente desenvolvida dos odores.
Aquele animal maravilhoso chamado macaco (apis mellifera) nunca deixa de nos surpreender e, mesmo deste ponto de vista, traz uma grande surpresa.
Alguns pesquisadores analisaram a resposta a certos odores por um grupo de abelhas e até as treinaram para receber uma recompensa na presença desses odores, um mecanismo semelhante ao usado para treinar cães.
Isso fala muito sobre o poderoso olfato, mas também sobre a incrível inteligência demonstrada por esses himenópteros.

Abelhas e diagnóstico de doenças




Pesquisas subsequentes se especializaram em catalogar os grupos de substâncias reconhecidas pelo cheiro de abelhas.
Uma dessas pesquisas revelou a sensibilidade da abelha ao cheiro de feromônios produzidos pelas glândulas do nosso corpo.
Particularmente na presença de certas doenças, como o câncer de pulmão, são produzidas moléculas reconhecíveis pelas abelhas.
Uma designer portuguesa chamada Susana Soares, estimulada por essas pesquisas, concebeu e desenvolveu uma ferramenta específica capaz de diagnosticar a presença dessas doenças graças às abelhas: é uma espécie de bulbo de vidro grande dividido em duas câmaras, a primeira é preenchida do ar soprado pelo paciente, enquanto no outro há algumas abelhas.
As abelhas anteriormente "treinadas", na presença de moléculas específicas associadas à doença no paciente, passam a receber a recompensa em açúcar e água.

Prevenção


Com este método incrível, é possível diagnosticar algumas das doenças mais terríveis para os seres humanos de antemão.
Diagnosticar a presença de doenças quando elas ainda estão nos estágios iniciais aumenta muito a eficácia do tratamento.
Além das já muitas qualidades que a abelha prova ter, como produtora de substâncias ricas em propriedades benéficas, responsáveis ​​pela polinização, um exemplo de extraordinária vida social, agora também se apropria da denominação de bioradar contra o câncer.
Apesar de tudo isso, o homem não os protege como deveria, mas os coloca em sério risco com o uso de pesticidas sistêmicos extremamente letais para esses insetos.
Nos últimos anos, a morte de abelhas atingiu níveis inimagináveis ​​que provocaram o medo da extinção: a responsabilidade foi atribuída às mudanças climáticas, a novas espécies predadoras e a outras suposições fantasiosas;
para então alcançar a habitual e simples e triste verdade: a responsabilidade é do homem, desta vez mais ingrata do que nunca.

Vídeo: Simone & Simaria - Quando O Mel É Bom Ao Vivo (Novembro 2020).