Além disso

Por que as folhas de feltro das cerejeiras se curvam, doenças e pragas, tratamento e controle delas


Hoje, muitos jardineiros russos tentam cultivar variedades de cerejas de feltro em seus próprios terrenos. As principais dificuldades surgem do desconhecimento dos principais perigos que ameaçam a planta. Para eliminar o risco de morte de uma árvore frutífera por microorganismos fúngicos ou pragas, basta conhecer as principais doenças da cereja-do-feltro e as características do tratamento.

Doenças principais

A cultura de feltro é considerada uma variedade resistente a várias doenças inerentes às espécies tradicionais. As doenças da cereja do feltro podem estar associadas a infecções fúngicas, infestação de pragas ou condições de cuidado inadequadas. A doença pode ser determinada pelo aparecimento da planta, anomalias anormais no desenvolvimento dos frutos e massa verde. Com base na forma como as folhas se enrolam, se estão soltando ou aparecem manchas, é feito um diagnóstico e ações específicas são tomadas.

Coccomicose

Uma doença fúngica é causada por um parasita que se multiplica nas folhas de uma árvore frutífera... Com o tempo, os pratos ficam amarelos, aparecem pontos pretos sobre eles, o que leva ao desaparecimento da folhagem. Uma característica da cereja de feltro é considerada a sua resistência a este tipo de doença, mas aos primeiros sinais de danos é necessário um tratamento imediato com fungicidas.

Doença de bolso

A patologia surge dos efeitos do fungo e se manifesta em uma forma incomum de ovário. Após a floração, os frutos são sem caroços e têm a forma de bolsas alongadas. É nos sacos moles que se observa o acúmulo de fungos. Com o tempo, os frutos secam e se transformam em uma fonte de infecção. Durante a temporada de jardinagem, a perda de rendimento por doenças de bolso pode ser 1/5. Na ausência de medidas oportunas, a planta pode morrer para a próxima safra.

Moniliose

A moniliose é uma das doenças mais comuns que afetam as plantações de cereja. Uma infecção putrefativa é observada pela primeira vez em frutas maduras, espalhando-se gradualmente para os brotos e folhas.

Os sintomas do problema incluem o seguinte:

  • secagem das inflorescências, aquisição de matiz castanho-acobreado;
  • mumificação de bagas;
  • sinais de rebentos secos.

Os primeiros sinais de uma doença fúngica aparecem na época da floração. Os esporos penetram profundamente na planta com o tempo, e a aparência das áreas afetadas se assemelha aos efeitos do fogo. O perigo da doença está em sua rápida disseminação, na capacidade de afetar outros tipos de árvores frutíferas. O risco de moniliose aumenta com uma grande quantidade de precipitação.

Pragas

O número de pragas da cereja que podem prejudicar a planta e destruir a safra é muito grande. Eles e suas larvas se alimentam da polpa das bagas e danificam os caules, o que leva ao aparecimento de goma. Na ausência de medidas, a planta pode parar de crescer ou morrer.

Escudo

Existem alguns tipos de insetos cochonilhas, mas todos eles têm uma característica distintiva na forma de uma camada protetora no corpo, consistindo em formações escamosas coladas da larva. O tamanho da praga não é superior a 5 mm e, nos estágios iniciais do dano à cereja, é difícil detectar focos, pois externamente parece uma casca irregular. Os insetos se multiplicam rápida e rapidamente cobrem a superfície dos brotos e das folhas. Eles secretam uma substância especial chamada melada, que é um criadouro ideal para fungos.

Quando infectado com uma bainha, manchas amarelas aparecem nas folhas, as placas se retorcem e caem. A madeira começa a rachar, galhos finos e fracos caem. O crescimento da cereja é inibido e há sinais de ressecamento da árvore. O risco de aparecimento de uma praga aumenta com o uso abusivo de fertilizantes contendo nitrogênio, falta de luz e deficiência de umidade.

Pulgão

A presença de pulgões pode ser detectada visualmente, os insetos cobrem a parte inferior da lâmina foliar e fazem com que coagulem. As formigas contribuem para o aparecimento da praga, portanto, armadilhas especiais à base de cola são usadas para prevenir o problema. Alguns jardineiros preferem remédios populares para combater a praga, outros preferem preparações do grupo dos inseticidas como o "Iskra" ou o "Comandante".

Rolo de folha

As lagartas de uma borboleta atingem o tamanho de 2 cm, são marrons ou verdes. Durante o período da primavera, eles começam a morder ativamente os botões e botões da cereja de feltro. A presença de um problema é facilmente identificada pelas folhas enroladas da planta.

Ácaro da uva

A principal iguaria do ácaro da uva é a seiva da planta. A cor do inseto pode ser amarela, verde ou vermelha. As primeiras pragas do feltro cereja aparecem na parte inferior das folhas da árvore frutífera. As plantas que sofrem com a seca ou falta de fertilizantes são mais suscetíveis à infecção. Manchas amarelas claras, prateadas ou vermelhas aparecem nas folhas; se houver ovos, manchas brancas podem estar presentes. Em estágios avançados, observam-se membranas brancas, com um número excessivamente grande de carrapatos, forma-se uma teia de aranha.

Prevenção e tratamento

Para prevenir doenças e reduzir o risco de infestação por pragas, é importante seguir as regras de plantio e cuidados. As cerejas têm raízes em locais ensolarados, onde não há problema de umidade do solo e água estagnada, neste caso a chance de reprodução de doenças fúngicas é minimizada. Na primavera, os troncos são caiados de branco e, na época da horta, o crescimento dos brotos não é permitido. É necessário podar regularmente a árvore, evitando o aparecimento de espessamento excessivo.

Galhos doentes e afetados são imediatamente removidos e queimados. Faça o mesmo com as folhas caídas e o ovário.

O tratamento de uma árvore frutífera depende da natureza da doença. Para combater as infecções fúngicas, eles são tratados com fungicidas, respeitando as instruções de uso e os cuidados de segurança para trabalhar com medicamentos. Um bom efeito preventivo e terapêutico é obtido borrifando a árvore com uma solução de Bordeaux líquido.

Para os pulgões, tratar as cerejas com uma solução à base de cinzas, sabão ou tabaco ajuda muito. Para combater o enrolamento da folha com o objetivo de prevenção, as plantas são tratadas na primavera com "Profilactina", quando a temperatura ambiente chega a +4 C. As folhas danificadas pela praga devem ser removidas e queimadas. Após a floração, as preparações do grupo piretróide são utilizadas para combater - "Ivanhoe", "Accord", "Fatrin".

Árvores infectadas com a glândula tireóide podem ser bastante difíceis de curar, já que a casca forte de um inseto adulto atua como uma defesa confiável e dificulta a ação de produtos químicos.

As larvas jovens são destruídas com a ajuda de inseticidas - "Aktellik", "Aktara". Remova as pragas adultas mecanicamente, raspando-as cuidadosamente da superfície da árvore. Grandes áreas são totalmente colhidas e as folhas e galhos aparados são queimados. Os locais de dispersão da bainha são tratados com água com sabão.

Se um ácaro da uva for encontrado em uma árvore, a árvore é lavada com um jato de água. Os insetos não toleram muita umidade, e essas ações ajudarão a se livrar deles. Um bom efeito no combate à praga é obtido quando a planta é tratada com uma solução de sabão, que é lavada ou borrifada na árvore. No caso de lesões significativas, é realizada a remoção mecânica e utilizados inseticidas, processando os plantios após a formação dos ovários, mas não menos de 30 dias antes da colheita planejada.


Assista o vídeo: Cultivo Caseiro de Maracujá - A série: algumas considerações sobre pragas e doenças. (Junho 2021).