Jardinagem

Poda de romã


Várias maneiras de realizar a poda de romã


Para obter uma árvore com produtividade ideal, é necessário realizar uma operação eficaz de poda de romã. Como a maioria das árvores frutíferas, existem dois tipos principais de poda para a romãzeira. O primeiro tipo de procedimento é realizado nos primeiros anos de vida da planta e é chamado de poda de treinamento, precisamente porque é necessário dar uma forma bem definida ao arbusto que está sendo desenvolvido. Posteriormente, a poda de produção substitui definitivamente a de treinamento. Este procedimento basicamente elimina todas as estruturas desnecessárias da planta de romã. Ao fazer isso, a estrutura da árvore é liberada e iluminada, aumentando assim sua capacidade de produção na estação vegetativa.

O momento ideal para fazer a poda de romã



O processo de poda de romã deve ser realizado regularmente e em uma época específica do ano, ou seja, durante a primavera. É importante realizar a operação de poda no final de março, quando o inverno com temperaturas frias já se foi. Ao fazê-lo, a romã pode ser efetivamente liberada de peças inúteis e supérfluas, incluindo principalmente galhos quebrados ou danificados devido ao clima de inverno. Durante o procedimento fundamental da poda de romã, a copa da árvore também deve ser redimensionada. Este passo é decisivo acima de tudo, porque são criados espaços dentro da copa da árvore, através dos quais a luz pode passar, o que irradiará toda a estrutura da árvore.

Instrumentação a ser usada para realizar a poda de romã



A poda de romã precisa de uma instrumentação adequada, a fim de obter um resultado final realmente satisfatório. As ferramentas mais usadas são tesouras de poda, tesouras e serras. Os dois primeiros instrumentos são usados ​​se for necessário cortar e remover galhos finos e mais facilmente removíveis. A serra, por outro lado, é usada em caso de corte em estruturas mais consistentes e espessas. Além disso, é necessário usar a ajuda de uma escada ou do suporte de reboque para alcançar os galhos mais altos e difíceis de alcançar. Para realizar a operação de poda deve ser um operador experiente, que sabe como gerenciar a situação e como se mover para obter um trabalho satisfatório, sem causar danos à planta.

Poda de romã: mais conselhos e curiosidade



Durante a operação de poda de romã, é necessário trabalhar sempre em um contexto de total limpeza. Como resultado, a romã não é contaminada e, portanto, mantém seu estado de saúde e integridade. Antes de tudo, o operador deve sempre usar instrumentos adequadamente limpos e desinfetados para realizar o trabalho de poda. Além disso, as luvas usadas devem estar sempre perfeitamente limpas. As ferramentas de corte devem ser afiadas, pois dessa forma não são cortadas rebarbas. Posteriormente, é aconselhável aplicar mástique de cicatrização ao nível da área de incisão, o que favorece a cicatrização da ferida cortante. Isso impedirá que a romã entre em contato com patógenos contaminantes.