Jardim

Salgueiro-chorão


Como irrigar


Esta árvore elegante teme a seca prolongada; consequentemente, especialmente durante o verão, a rega deve ser realizada regularmente. No inverno, por outro lado, e especialmente se a chuva é constante, a irrigação pode ser reduzida: é importante que o solo seja mantido sempre um pouco úmido, mas ao mesmo tempo é essencial evitar a estagnação da água, o que pode causar apodrecimento. sistema radicular. Para evitar desperdício de água, recomenda-se a irrigação por aspersão. Esse método permite direcionar jatos finos de água diretamente para a área das raízes, evitando o tronco e a folhagem, e regar a planta de forma contínua ou intermitente, dependendo da preferência de cada um.

Dicas de cultivo



A multiplicação do salgueiro-chorão geralmente ocorre por corte lenhoso ou semi-lenhoso. Uma planta inicial deve ser realizada em um recipiente contendo solo misturado com turfa e pouca areia; Após cerca de quarenta dias, quando os primeiros brotos começam a brotar, as mudas podem ser transplantadas no jardim. O solo ideal é macio, levemente úmido, fértil e rico; É essencial que, antes do plantio da amostra, ela seja trabalhada com uma pá, de modo a derrubar e arejar os torrões. A poda deve ser praticada apenas se necessário, ou para cortar galhos danificados por doenças fúngicas, resfriados ou parasitas. Ocasionalmente, é conveniente cobrir o solo com substâncias orgânicas, como palha.

Como fertilizar



A fertilização do salgueiro-chorão deve ser realizada anualmente, usando substâncias naturais, como estrume maduro, ou com um fertilizante granular contendo nitrogênio, potássio e fósforo de maneira equilibrada. Todos os três elementos macro são necessários para a saúde da planta; a falta deles pode ser realmente perigosa, pois causa uma desaceleração no desenvolvimento e um enfraquecimento geral. De fato, o nitrogênio ajuda no crescimento de partes vegetativas e na produção de clorofila; o potássio aumenta a resistência da árvore a infestações por pragas e resfriados e apóia a síntese de proteínas; o fósforo intervém no metabolismo energético. Não menos importantes são os microelementos como magnésio, molibdênio e ferro, que por sua vez devem ser incluídos no fertilizante.

Salgueiro-chorão: pragas, doenças e remédios



A exposição que essa árvore prefere é brilhante, ensolarada, mas afastada do mau tempo, que pode causar sérios danos. Os ataques de pragas como os pulgões também são perigosos: geralmente são verdes ou acastanhados e tendem a perfurar as folhas, galhos e brotos para sugar a seiva. Eles são responsáveis ​​por uma deterioração global do espécime sujeito a infestação e são sugeridos erradicá-los produtos naturais, como infusão de alho e macerado de urtiga. A árvore também pode encontrar doenças fúngicas como ferrugem; manifesta-se com manchas escuras que aumentam à medida que o fungo progride. É essencial eliminar e queimar as partes interessadas e realizar tratamentos com fungicida à base de enxofre e cobre.