+
Jardim

Clematis armandii


Quando e quanto irrigar


As trepadeiras pertencentes às espécies de Clematis armandii são sempre-verdes e são caracterizadas pelas numerosas e densas ramificações. Para obter amostras saudáveis ​​e vigorosas, é importante garantir a irrigação regular, a partir do mês de primavera de março. De fato, essas plantas precisam ter o solo sempre úmido, tomando cuidado para evitar uma possível estagnação que embeba o substrato. A rega garante o desenvolvimento e a produção das flores e durante o verão pode ser aconselhável regar várias vezes por semana, especialmente nos meses mais quentes de julho e agosto. No outono e inverno, as regas são suspensas para os espécimes cultivados em campo aberto, enquanto se tornam ocasionais para as plantas de Clematis armandii mantidas em vasos.

Como cuidar disso



As plantas de Clematis armandii são muito rústicas e podem se adaptar facilmente a diferentes contextos ambientais. Eles não temem temperaturas abaixo de zero e são cultivados igualmente nas regiões costeiras temperadas. Um dos aspectos mais apreciados desta espécie é a floração da primavera, muito perfumada e de cor branca. Os Clematis armandii preferem solos de textura média, bem drenados e levemente alcalinos. Geralmente, o plantio pode ser feito de outubro a março. Essas plantas devem ser protegidas de fortes correntes e ventos, o que pode danificar a folhagem e os galhos longos. Além disso, é essencial agendar operações de poda na primavera, para eliminar galhos secos e danificados da estação do inverno.

Quando e quanto fertilizar



O Clematis armandii para sempre crescer de forma exuberante, requer fertilizações periódicas e regulares. De fato, para plantas cultivadas em vasos, é aconselhável usar estrume maduro para ser misturado com as camadas superficiais do solo. Como alternativa, é possível escolher um fertilizante mineral a ser dispensado uma vez por mês, de abril a julho. Para espécimes que vivem em campo aberto, é aconselhável optar por um fertilizante orgânico líquido para plantas com alto teor de fósforo e potássio, que seja diluído diretamente na água destinada à irrigação. Nesse caso, o procedimento também pode ser repetido uma vez por semana, continuando até a chegada de setembro. No outono e inverno, não é necessária mais fertilização.

Clematis armandii: Exposição, doenças e remédios



Um aspecto importante para o cultivo de espécimes fortes e a obtenção de flores abundantes de Clematis armandii é a exposição. De fato, se essas plantas não são colocadas em um contexto ambiental favorável, elas tendem a produzir poucas flores. O ideal é escolher um local com muito sol e muita luz, de preferência voltado para o leste. Um dos inimigos mais perigosos dessas plantas é a secura, que afeta os novos rebentos, fazendo-os murchar. A origem é fúngica e intervém eliminando completamente as partes afetadas. Além disso, como prevenção, pode ser útil realizar tratamentos à base de mistura de Bordeaux na primavera. A chamada tesoura é um inseto que freqüentemente ataca as plantas de Clematis armandii; para combatê-la, é aconselhável recorrer ao uso de inseticidas específicos.