Jardim

Noz


Técnicas de irrigação


A noz é um arbusto de origem asiática com uma morfologia particularmente majestosa. Isso é caracterizado por um tronco compacto e uma coroa densa. O primeiro aspecto que deve necessariamente ser considerado para permitir que esse tipo específico de árvore se desenvolva e cresça adequadamente é, é claro, a irrigação. Dado que as espécies adultas não requerem irrigação regular e visível, no entanto, deve-se enfatizar que essa operação é de fundamental importância nos primeiros anos de vida da planta. De fato, as nozes mais jovens precisam de irrigação constante, geralmente feita com uma média de cerca de duas semanas. Isso é essencial no verão, pois as temperaturas são mais altas, enquanto nas primeiras chuvas a irrigação pode ser interrompida.

Como cultivar



Embora a nogueira se adapte perfeitamente às condições climáticas mais extremas, o ambiente ideal de cultivo parece ser a área montanhosa. Para plantar a nogueira, é necessário cavar um buraco não muito profundo, pois as raízes dessa árvore, que serão cobertas, não são muito volumosas. O meio de cultura deve ser adequadamente preparado nos dias que antecedem a operação de plantio. Quanto à operação de poda, duas são realizadas. O primeiro tipo, composto até o terceiro ano, é uma poda de treinamento. Com isso, é possível dar uma forma definitiva à planta que está crescendo. O segundo é uma poda de produção e serve para libertar a planta das estruturas mais danificadas.

Como fertilizar



Um bom fertilizante é a principal operação para obter uma planta saudável e robusta, com alto índice de produtividade. As técnicas de fertilização do solo começam nos dias antes do plantio. De fato, após uma avaliação precisa das características do meio de cultura, visando verificar sua capacidade de hospedar a planta, é realizada uma primeira fertilização com fertilizantes orgânicos. O uso de fertilizantes orgânicos dura os primeiros anos de vida da nogueira de maneira controlada e somente quando o solo parece estar com falta de nutrientes. A partir do quinto ano de vida do arbusto, é possível intervir com a contribuição do fósforo. No entanto, a importância do uso de fertilizantes naturais, notoriamente ricos em nutrientes, também deve ser enfatizada.

Noz: Pragas e doenças



A nogueira, como a maioria das espécies de plantas, é alvo de patógenos que visam afetar negativamente seu estado de saúde, levando nos casos mais graves à morte da árvore. Entre estes, o verme da nogueira é certamente conhecido por todos. Isso infecta a fruta da noz, fazendo-a apodrecer. O rodilegno, por outro lado, é um inseto que atinge o tronco da árvore, formando túneis profundos. Finalmente, a antracnose é um cogumelo assustador que pode causar a queda das folhas e frutos da noz. Como os patógenos dessa espécie são diferentes, a adoção das medidas de precaução necessárias durante o cultivo é um aspecto fundamental. Nesse sentido, o uso de instrumentação adequadamente esterilizada certamente permite impedir o aparecimento dessas patologias.