Jardim

Olmo


Quanto e quando irrigar


O olmo é uma planta pertencente ao gênero Ulmus e distingue-se de outras plantas por ser uma das mais impressionantes. As características desta planta certamente a tornam uma das mais particulares para cultivar e cuidar. Além disso, o olmo se destaca por sua versatilidade e adaptabilidade, características que certamente o tornam adequado para viver nos mais diversos ambientes. Normalmente, no dia anterior ao plantio, o solo é umidificado. Isso será irrigado, mas não excessivamente. Esta operação é de fundamental importância, pois deve produzir um ambiente bem hidratado, adequado para acomodar a árvore. No entanto, o solo continuará sendo irrigado nos dias seguintes ao plantio e, em geral, durante o primeiro ano do ciclo de vida da planta, é necessário prosseguir regularmente.

Como cultivá-lo



Para fazer uma plantação perfeita, é necessário seguir uma série de precauções, válidas também para o bonsai de olmo. Antes de tudo, precisamos entender se o solo tem todas as características morfológicas e físicas adequadas para o crescimento ideal das plantas. Tendo assegurado isso, um buraco é formado no chão onde a planta será colocada. Uma vez preenchida com todas as raízes da planta, é coberta com terra e, em seguida, é criada uma proteção adequada contra geadas com palha ou material similar. O plantio geralmente é feito no outono, a temperaturas ainda toleráveis. Além disso, o arbusto é mantido reto graças ao uso de um suporte ao qual está amarrado. A poda não deve ser realizada regularmente.

Como e quando fertilizar



No período imediatamente após a operação de plantio, em geral são desenvolvidas todas as operações que permitirão que a árvore se adapte ao novo ambiente de vida. No entanto, cuidar do olmo implica uma constância que não se limita apenas ao período pós-cultivo. A fertilização é a fase básica para o crescimento correto da planta. Prosseguimos com esta operação fundamental durante os meses de primavera e outono, que está em plena estação vegetativa. Obviamente, a fertilização deve ser uma atividade controlada, pois um excesso no uso de fertilizantes pode influenciar negativamente a condição da árvore. Além disso, recomenda-se o uso de fertilizantes de liberação lenta, naturais (como esterco ou outros resíduos de animais) e produtos químicos.

Olmo: Doenças e tratamentos



O olmo é uma espécie vegetal continuamente exposta ao ataque de parasitas e patógenos. A primeira doença certamente digna de nota é chamada grafiose. Este é um dos mais temerosos para este arbusto e é devido a um parasita muito perigoso. Para evitar a doença, a principal coisa a fazer é eliminar os galhos secos da planta durante o plantio. Na pior das hipóteses, se não for tratada adequadamente, a planta pode até morrer. Patógenos adicionais que podem afetar o olmo são parasitas que se prendem estritamente às folhas, fazendo com que sequem e caiam. Em conclusão, os fungos da madeira (que geralmente atacam a madeira do tronco) são a causa pela qual podem surgir patologias da casca do olmo.