Jardim

Ranúnculo


Quando e quanto irrigar


Os rizomas das plantas-leão podem ser plantados no outono ou na primavera. Para ajudar na emissão foliar, é importante que a rega seja regular e a água seja limitada. De fato, essas plantas requerem um solo sempre úmido, mas não encharcado, principalmente no início do desenvolvimento. Inicialmente, recomenda-se regar moderadamente a cada dois dias, tomando cuidado para molhar o substrato em profundidade. Se as espécies de Dandelion são cultivadas em vasos, elas são mais expostas a podridões. Para regular melhor, é aconselhável verificar o solo com os dedos antes de prosseguir novamente com a rega. Além disso, nas regiões sul, as administrações são mais constantes, principalmente nos meses quentes de verão, como julho e agosto.

Como cuidar disso



Os rizomas de ranúnculo nas regiões norte devem ser plantados na primavera, enquanto nas áreas sul é aconselhável fazer isso no outono. Eles podem crescer em diferentes tipos de solo, mas preferem solos macios, muito bem drenados e ricos em húmus. O substrato mais adequado é composto de solo para plantas com flores, estrume de farinha madura e areia grossa. Além disso, é sempre aconselhável que as amostras em vasos adicionem cascalho ou argila expandida ao fundo do recipiente. Desta forma, a água de irrigação fluirá sem criar estagnação da água. Os Ranuncoli não temem as temperaturas de inverno em torno de 5 a 10 graus, mas os rizomas são afetados pelas condições climáticas mais baixas e abaixo de zero.

Quando e quanto fertilizar



A fertilização é um aspecto muito importante no cultivo de plantas-leão. De fato, uma administração correta e constante de fertilizantes garante os nutrientes nutritivos necessários para manter saudáveis ​​os pequenos rizomas. A melhor hora para começar é quando as primeiras folhas aparecerem. Para escolher um bom fertilizante orgânico líquido para plantas com flores, rico em potássio e com baixo nitrogênio, é aconselhável sempre entrar em contato com pessoal especializado. Os ciclos de fertilização devem ser repetidos a cada vinte dias, até o final do período de floração. No final desta fase, é aconselhável modificar o fertilizante usando uma solução com um alto nível de fósforo. A operação é repetida em média a cada duas semanas e é suspensa quando a folhagem começa a decair.

Botão de ouro: exposição, doenças e possíveis remédios



As plantas-leão que crescem em territórios caracterizados por climas rigorosos no inverno exigem exposição direta à luz solar. Pelo contrário, os espécimes cultivados nas áreas do sul preferem uma colocação em sombra parcial e devem ser colocados no abrigo, nas horas mais quentes do dia. Entre as doenças que podem afetar esse tipo de plantas, estão os fungos Phytophtora e Pythium que atacam o sistema radicular, causando a deterioração da planta. A intervenção com o uso de fungicidas específicos é importante e deve ser oportuna. Além disso, eles podem ser atacados por pulgões, tripes, noctuídeos e insetos que comem folhas. Nesses casos, é aconselhável entrar em contato com o pessoal autorizado para entender o método e o tipo de intervenção a ser usada.