The kenzia


A kentia é uma palmeira pertencente ao gênero Howea: é nativa da Austrália, em particular da ilha Lord Howe (da qual leva o nome). Chegou à Europa em meados do século XIX e foi imediatamente apreciado por seu belo tronco reto e sua folhagem brilhante e elegante. Em nosso continente, deve ser cultivada em estufas aquecidas ou tratada como planta de casa. Além de sua sensibilidade ao frio (nunca caia abaixo de 13 ° C), é extremamente simples de cuidar e é adequado para qualquer pessoa, do iniciante ao jardineiro mais experiente.
Em casa, é capaz de dar um toque exótico a qualquer ambiente e se casa lindamente com móveis modernos. Durante o verão, beneficia de ser transportado para o exterior: pode ser utilizado como ornamento no jardim, no pátio ou nos terraços.

O kenzia não precisa de poda. Pelo contrário, é importante remover as folhas secas que geralmente são encontradas nas áreas mais baixas da planta. Na verdade, esse procedimento ajuda a prevenir doenças ou ataques de parasitas. O discurso da reprodução é mais complexo. O desapego de uma parte da planta pode causar uma ferida na kenzia, o que aumenta muito a possibilidade de um ataque de vários patógenos. Em vez disso, a reprodução de sementes requer a criação de um ambiente perfeito. A semente da kenzia precisa ser incubada para se desenvolver adequadamente. Esta planta tende a crescer consideravelmente ao longo dos anos. Consequentemente, sempre que a repotenciação do kenzia é realizada, é importante escolher um contêiner maior que o anterior. Esta operação deve ser realizada aproximadamente a cada 2 ou 3 anos.Como fertilizar a kenzia



Para uma boa fertilização da kenzia, é possível prosseguir escolhendo um fertilizante líquido que contenha as três substâncias químicas fundamentais: fósforo, nitrogênio e potássio. A planta deve ser fertilizada durante a estação quente, de abril a outubro. Durante os meses mais frios, a fertilização pode ser interrompida, pois a kenzia não se beneficia dela. Caso opte por uma fertilização com comprimidos, você pode prosseguir colocando alguns deles no solo a cada 2 ou 3 meses. Quanto ao solo, a kenzia precisa de um solo bastante turvo ou arenoso. O solo perfeito para a planta é uma mistura entre um solo letal e um solo de flores (portanto, um solo para plantas em vaso). No entanto, a kenzia não apresenta necessidades particulares em relação ao solo, sendo uma planta de grande adaptabilidade.

Quais são as doenças da kenzia



Entre os parasitas que mais comumente atacam a kenzia estão os ácaros vermelhos e cochonilha. Ácaros vermelhos podem fazer com que as folhas fiquem amarelas. Sempre que esses parasitas são encontrados, é bom continuar usando produtos específicos. A planta pode ser atacada pelo fungo Phytophthora palmivora. Este fungo pode se estender para causar a morte das raízes. Além disso, a kenzia pode ser muito fácil com o amarelecimento das folhas. A causa principal é geralmente encontrada na irrigação deficiente da planta. A kenzia precisa de muita água, diferentemente de outras plantas domésticas, e esse parece ser um dos problemas mais frequentes durante o cultivo. Para garantir o suprimento correto de água, também é necessário umidificar a folhagem e não apenas o solo.

Como deve ser o kenzia


Em nossas latitudes, essa palma só pode ser cultivada em vasos. Recomendamos o uso de um recipiente que não seja muito grande nem muito pequeno: deixamos cerca de 4 cm de diâmetro livre para o novo crescimento. Desta forma, evitaremos intervir com muita frequência nos repotenciamentos e, ao mesmo tempo, evitaremos estagnações perigosas da água.
O substrato ideal deve poder permanecer fresco por um longo tempo, mas deve permitir uma drenagem perfeita. Os compostos projetados especificamente para plantas verdes geralmente são adequados, mas para obter um melhor rendimento, é bom criar a mistura por conta própria.
Ideal é misturar solo fibroso, turfa (ou moído de folhas) e areia (ou perlita) em partes iguais. É muito importante criar uma camada espessa no fundo do vaso à base de argila ou pedra-pomes expandida: garantirá um excelente fluxo de água.

Exposição da kenzia



A este respeito, a kenzia é uma das plantas domésticas menos exigentes. Vive bem em posições luminosas e sombreadas. Nesta última condição, teremos claramente um crescimento mais lento.
Em geral, evitamos apenas o sol direto (especialmente nos meses de verão e se concentrados por uma vidraça).
A temperatura ideal varia de 16 a 24 ° C; se excedermos esse limite, lembre-se de que uma ajuda importante virá da manutenção de alta umidade ambiental. É possível intervir várias vezes ao dia atomizando levemente as folhas com água desmineralizada. Mover a panela para o exterior no verão é certamente uma boa ideia, mas evitamos exposições muito ensolaradas. Locais ventosos podem fazer com que as hastes quebrem e desidratem a folhagem.
No inverno, a temperatura nunca deve cair abaixo de 13 ° C e recomenda-se uma exposição bastante clara para que o crescimento não pare completamente.

Como propagar o kenzia


Infelizmente, a propagação da kenzia é um processo muito lento e difícil. Uma grande margem de sucesso só pode ser alcançada com equipamentos profissionais, mas também é possível tentar em casa. Recomendamos o uso de sementes frescas em grandes quantidades.
A melhor época para começar é o final do inverno, aproximadamente por volta de março. Os cassetes são preenchidos com uma mistura, em partes iguais, de turfa e areia. Distribuímos as sementes e as cobrimos com vermiculita agrícola.
Umedecemos e mantemos em uma estufa ou túnel aquecido a cerca de 27 ° C, pulverizando regularmente o solo (no nível doméstico, podemos usar um tapete de aquecimento).
A germinação pode demorar várias semanas. Depois que o primeiro folheto terminar, podemos reduzir os sprays e manter a temperatura em torno de 18 a 20 ° C. O local ideal deve ser muito claro, mas a luz solar direta deve ser evitada. Adubamos levemente e esperamos: o crescimento é muito lento e pode levar mais de um ano para obter uma planta bem fundamentada.

Kenzia: Variedade



O gênero Howea é composto por 2 espécies: ambas são apreciadas como plantas de casa, estufas ou jardins tropicais.
Kentia de Forster (Howea forsteriana)
Palma de tamanho considerável: em locais de origem e em climas temperados, pode exceder 10 metros de altura. Como planta de casa, raramente ultrapassa os 3m e raramente floresce e dá frutos (exceto no extremo sul da nossa península, se mantida em campo aberto).
Possui tronco único, reto e estreito, caracterizado por escamas finas. Forma uma cabeça de até 3 metros de largura, ligeiramente inclinada. A folhagem é extremamente decorativa: verde escuro, pinado com folhas horizontais finas e macias.
É a espécie mais difundida no cultivo: é muito apreciada por sua elegância e seu crescimento lento (o que torna as operações de repotting muito esporádicas).
Howea belmoreana
Isso também é caracterizado por um tronco único e reto. Na natureza, atinge 8 metros de altura; no cultivo, geralmente é de 3 (com uma largura de cerca de 2).
As folhas, verde-escuras, são compostas por folhetos lanceolados largos com pecíolos finos. Essa variedade se adapta bem ao clima do sul da península, onde consegue ter um crescimento mais vigoroso do que a forsteriana.
  • Kenzia



    Kenzia é uma espécie de planta pertencente à grande família dos Palmae e ao gênero Howea; se origina de

    visita: kenzia

Vídeo: Lay-One x Kenzia - WARIA RayPee (Novembro 2020).