Jardinagem

Poda de cereja


Características da cereja


A cerejeira é uma das árvores com menos necessidades; na verdade, ela se adapta a todos os tipos de solo que não têm água estagnada. É também uma planta muito resistente ao frio: suporta temperaturas de inverno mesmo abaixo de zero. Suas flores nascem em cachos de três ou quatro de uma única gema, e isso é tão impressionante que faz com que os insetos, portadores de pólen, se aproximem mais frequentemente fertilizando-os. Quando isso acontece, os estames e as pétalas caem, enquanto o ovário se torna, precisamente, uma cereja. Existem vários tipos de cerejeiras, desde a doce com a casca lisa até a menor com ácido. Há também uma árvore puramente ornamental que é uma flor e é usada apenas para decoração. Não possui necessidades particulares, na verdade elas não são afetadas por doenças específicas se mantidas bem. A única coisa a observar é a poda.

Poda de cereja



A cereja sofre muito com a poda, pois os cortes efetuados causam desconforto à planta, que reage com a produção de um líquido gelatinoso em correspondência com as cicatrizes, por isso deve ser feito apenas em casos de necessidade e prestando muita atenção para não estragá-la. É aconselhável usar lâminas particularmente afiadas, capazes de fazer cortes nítidos nos galhos, como tesouras ou tesouras de podar, e, portanto, evitar instrumentos como serras ou motosserras, pois não são precisos o suficiente para impedir o estabelecimento de qualquer parasitas. No entanto, as ferramentas devem ser desinfetadas antes do uso para evitar a transmissão de patógenos, especialmente em uma planta que já está doente. Mesmo o uso de mástique de cura no corte pode ajudar a neutralizar a proliferação de fungos.

Poda de treinamento



Durante os primeiros anos de vida da cerejeira, uma poda deve ser realizada, chamada treinamento, para permitir que a planta forme um esqueleto robusto. Deve ser realizada durante a estação vegetativa (entre o final da primavera e o início do verão), uma vez que o clima ameno favorece a cura e deve ser prolongada por quatro ou cinco anos. No primeiro ano, as flores presentes devem ser removidas e os ramos periféricos encurtados; no segundo, podamos os ramos centrais e aparamos os podados um ano antes, enquanto no seguinte precisamos apenas encurtar as pontas de todos os ramos. A poda de treinamento é muito importante tanto para as plantas ornamentais quanto para as de produção, pois visa ao primeiro dar-lhes uma forma estética específica, enquanto no segundo visa aumentar sua produtividade, tanto qualitativa quanto quantitativamente.

Poda de cereja: Poda de produção



Após os primeiros anos de vida da planta, é necessário mudar para a poda da produção, geralmente realizada no final do verão, quando a cerejeira completa seu ciclo de produção. Durante o inverno, outra poda pode ser seguida para favorecer a vegetação, mas não se estiver prevista geada. De qualquer forma, a técnica que deve ser utilizada é a do corte de retorno para evitar a criação de pilares: o objetivo é eliminar todos os galhos secos ou que se entrelaçam dentro da coroa e encurtar os demais para manter abaixe a área de coleta. Devemos evitar estritamente o corte dos galhos maiores e mais fortes, tratando quaisquer feridas com mástique de cura e tentando o máximo possível fazer cortes inclinados para evitar danos causados ​​pela chuva. No entanto, a poda de produção tem como objetivo regular a periodicidade da vegetação da planta, tanto em termos de floração quanto de frutificação.

Vídeo: 448 PODA DE UMA CEREJEIRA DO RIO GRANDE EM VASO- SP SP (Novembro 2020).