Jardim

Malmequer


Ao regar calêndula


O cravo-de-defunto é uma planta muito adaptável que não requer muito cuidado. Durante períodos muito quentes, no entanto, requer rega bastante frequente, capaz de manter sempre um certo grau de umidade no solo. A rega nunca deve ser excessiva demais, para evitar que a estagnação do líquido favoreça a asfixia da planta e a deterioração das raízes. É muito importante não molhar a folhagem da planta durante a rega, mas apenas o solo, pois o excesso de umidade freqüentemente causa o aparecimento de oídio, também chamado de "mal branco", uma doença fúngica desenvolve-se nas folhas e no caule. Com a chegada do outono, a rega deve ser espaçada porque as plantas anuais estão encerrando seu ciclo de vida. Essas plantas perenes, durante o inverno, requerem quantidades mínimas de água.

Como cuidar disso



O cravo-de-defunto é uma planta bastante resistente e muito adaptável, que não requer cuidados especiais. Portanto, é adequado também para aqueles que não têm o chamado "polegar verde" e não têm muito tempo para se dedicar à jardinagem. Estas flores podem ser cultivadas facilmente em vasos ou diretamente no chão. A semeadura é realizada em um canteiro nos meses de março e abril, mas também pode ser prolongada nos meses seguintes, uma vez que as mudas de calêndula se reproduzem facilmente e crescem em pouco tempo. As mudas devem ser afinadas para facilitar seu crescimento. As sementes a serem usadas no ano seguinte podem ser facilmente colhidas secando as flores e retirando-as em quantidades consideráveis. Durante o período de floração, as flores secas devem ser constantemente eliminadas para dar vigor aos jovens.

Fertilização Tagete



Durante o período de maior desenvolvimento e floração, é uma boa prática fornecer fertilização adequada ao solo, que deve ser rica em substâncias orgânicas para facilitar o desenvolvimento das plantas e bastante macia e pouco compacta para permitir o desenvolvimento adequado das raízes. Para a fertilização, deve-se usar um fertilizante específico para plantas com flores, granular, de liberação lenta ou líquido. No primeiro caso, o fertilizante deve ser distribuído em doses apropriadas diretamente na superfície do solo, adjacente às plantas. No caso de fertilizante líquido, ele deve ser dissolvido diretamente na água para rega e fornecido às plantas a cada duas ou três semanas.

Doenças e remédios



Os marigolds estão sujeitos ao desenvolvimento de uma doença fúngica conhecida como oidium, também chamada de "mal branco", que se desenvolve devido ao excesso de umidade, tanto na folhagem quanto no caule da planta. É principalmente devido à rega frequente, que também envolve a folhagem da planta. Para evitar sua ocorrência, é preciso tentar regar o solo diretamente, evitando molhar a folhagem e as flores e usar produtos fungicidas para fins preventivos. As outras armadilhas da calêndula são pulgões e insetos escamados. Os primeiros são parasitas muito prejudiciais que sugam a seiva das plantas, fazendo com que suas folhas desbotem e enfraquecem, comprometendo sua sobrevivência. São combatidos com inseticidas à base de piretro ou com inseticidas de amplo espectro. Lagartas também podem causar danos às plantas.


Vídeo: "Malmequer Mentiroso" Canção Popular por Nuno Miguel Henriques (Dezembro 2020).