Plantas gordas

Plantas gordas


Pergunta: plantas suculentas


oi, é verdade que ao transplantar uma planta suculenta em outra panela é bom cortar todas as raízes e colocá-las na nova panela sem comprimir demais? se sim, em que mês?

Resposta: plantas suculentas


Dear Bruna,
plantas suculentas, como qualquer outra planta cultivada em vasos, precisam de repotting regular, todos os anos ou a cada dois anos, e especialmente nos casos em que é uma planta recém-adquirida, mas colocada em solo inadequado ou em uma planta que foi afetada pela cochonilha, porque freqüentemente esses insetos também tendem a se aninhar no chão; antes de tudo, seria aconselhável entender qual planta você deve repotenciar, para saber como suas raízes se desenvolvem, mas você também pode fazê-lo simplesmente observando seu desenvolvimento ao extrair a planta da panela: se as raízes são raízes de raiz e elas se desenvolvem principalmente para baixo , coloque a planta em um vaso profundo; se as raízes formarem uma espécie de bola rasa, você poderá colocar a planta em uma tigela rasa. Evite colocar plantas fictícias em tigelas e plantas com sistema radicular superficial em tigelas. A repotting é feita no final do inverno, ou pelo menos antes de suas plantas começarem a florescer, indicativamente, entre fevereiro e maio. Extraia a planta do solo e limpe-a de toda a terra antiga, especialmente se infestada de cochonilha; não é o caso de cortar as raízes, e também seria apropriado evitar quebrá-las, porque o sistema radicular das suculentas é muito delicado e a planta também pode morrer como resultado de danos ou cortes muito drásticos. Depois de extrair a planta do substrato e limpá-la, coloque-a em papel ou jornal e deixe secar por alguns dias, até 6-7, para que as raízes quebradas possam cicatrizar; coloque a planta em um local ventilado e iluminado, longe da chuva. Após esse período, você pode repotir sua planta suculenta, usando um solo especial; também neste caso, seria apropriado conhecer as espécies, a fim de entender de onde se originam e, portanto, que tipo de solo é necessário; Normalmente, é usado um solo muito drenante, consistindo de um pouco de turfa, misturada com perlita, pedra-pomes ou areia de rio, de modo a originar um substrato não polido, que deixa a água da chuva e a rega escorrer. Depois de colocar a planta na panela, evitando estragar as raízes e os espinhos presentes no caule, coloque a planta no local onde permanecerá o verão inteiro e evite regar por pelo menos dois ou três dias, para que a planta pode se adaptar ao novo vaso e qualquer micro-trauma no sistema radicular pode secar.