Jardinagem

Poda de pinheiro


Pergunta: PINE PRUNING


SALVE
EU GOSTARIA DE SABER SE NAS IMPRESSÕES DE PINHO MUITO DELICIADAS EM GERAL SE VOCÊ LEVAR EM CONTA A LUA (CRESCENDO OU CALANDO) VOCÊ PODE MELHORAR O SUCESSO?
OBRIGADO

Resposta: PINE PODING


Caro Alberto,
como você deve ter notado também nas árvores das ruas de sua cidade, nos últimos anos a poda é realizada de maneira diferente do que no passado; se as intervenções de poda sempre foram drásticas e de grande entidade, hoje tendemos a acompanhar mais o desenvolvimento natural das árvores; de fato, nas árvores da natureza, mesmo que sejam muito grandes, mostram que não precisam de poda e ainda mantêm uma coroa equilibrada, com um desenvolvimento harmonioso, o que impede a árvore de ter um centro de gravidade incorretamente posicionado e, portanto, estar à mercê de vento e clima. Até alguns anos atrás, acreditava-se que somente com poda era possível manter uma coroa densa e densa e com um design limpo e elegante; na realidade, a poda de árvores altas geralmente afeta negativamente a folhagem das árvores, que tendem a responder fortemente às intervenções do cinzel, liberando-as com mais vigor, tornando desnecessário remover os galhos para sua contenção; ou melhor, quanto mais uma árvore alta é podada, mais ela deve ser podada nos anos seguintes. Quanto às coníferas, isso é um pouco diferente, pois essas árvores têm um comportamento diferente das outras árvores altas e, quando cortamos um galho em profundidade, isso não será substituído pela árvore, que tenderá a em vez de inchar ainda mais um dos ramos que já estão presentes; portanto, geralmente hoje, exceto em casos extremos, nos quais a árvore foi colocada em um jardim de dimensões inadequadas para contê-la, tendemos a não podar as coníferas; acima de tudo, o topo da conífera não é podado, o que de outra forma assumirá uma orientação bizarra, com os galhos logo abaixo do corte apical que tentará crescer para substituir o topo existente. Se algumas podas são necessárias, elas são realizadas no final do inverno ou após o florescimento das coníferas, mas evitando atingir a parte central da folhagem, onde a madeira não tem folhagem. Após as fases lunares, as podas são realizadas na fase minguante da lua, pois acredita-se que nesse período do mês haja menos seiva nas plantas em circulação e, portanto, a poda deve ser menos prejudicial para toda a planta e o corte deve cicatrizar mais rapidamente. As fases lunares da jardinagem foram seguidas por milênios, mas esse método tem seus prosélitos e também seus detratores; não há 100% de evidências científicas de que seguir as fases da lua seja fundamental na agricultura, mas apenas evidências empíricas.