+
Jardim

Planta de murta


Generalitа


O nome científico da planta murta é Myrtus communis: o gênero "myrtus" vem da palavra grega "mэrtos", que lembra "mэros" (perfume), para enfatizar a agradável fragrância que emana desse tipo de planta; o atributo "communis" (comum) serve para lembrar o quão difundido é. É um pequeno arbusto perene, com uma casca que vai dos tons de vermelho aos tons de cinza, dependendo do estado de desenvolvimento da planta. Possui longas folhas ovais, de um verde particularmente escuro e sem pelos; em vez disso, as flores são solitárias, de cor rosa ou branco, com um perfume intenso e uma forma radial, que mostra todo o estame. Finalmente, os frutos são bagas avermelhadas, brancas ou arroxeadas, que representam um valor agregado à aparência da planta.

Técnicas de cultivo e rega



Myrtle não é uma espécie difícil de cultivar, se você prestar atenção a alguns truques simples. É uma planta adequada para climas temperados, mesmo que sejam áridos, mas, apesar disso, pode suportar os rigores do frio do inverno, se estiver protegida do clima: portanto, não se preocupe com a exposição direta à luz solar, pode suportar o sol escaldante. , bem como a meia sombra. O solo ideal é o árido e pedregoso, com pH neutro ou ácido, embora não tenha vida fácil em solos ricos em calcário e que não são drenados. Apesar de ser uma espécie acostumada a climas áridos, precisa de rega regular (a cada dez dias), principalmente durante o verão. A irrigação deficiente pode afetar negativamente a qualidade de seus frutos.

Repotting, fertilizantes e poda



Se você decidiu crescer em vasos, sempre chegará a hora de repotting. Em particular, haverá dois momentos para realizar esta operação: no final da temporada de inverno e quando as dimensões da embarcação original não forem mais suficientes. Precisamente em virtude do notável vigor radical, é aconselhável obter grandes vasos. Os fertilizantes de que sua planta precisará são os líquidos, ricos acima de tudo em nitrogênio e potássio. O primeiro elemento favorecerá a vegetação, o segundo a contribuição de todos os elementos necessários para o desenvolvimento normal das plantas. É aconselhável fertilizar entre maio e setembro. Em vez disso, março será o mês de poda, a ser realizado apenas em galhos secos e inúteis do ano anterior: isso neutralizará o hábito espesso e desordenado e rejuvenescerá a planta.

Planta de murta: propagação, doenças e uso



A multiplicação desta espécie em particular pode ocorrer por estacas e também por semeadura. No primeiro caso, será suficiente pegar alguns galhos no final do verão e enterrá-los durante o outono: mudas vigorosas serão obtidas como mãe. No segundo caso, será necessário enterrar as sementes entre dezembro e janeiro: a desvantagem desse método consiste no fato de as sementes gerarem mudas mais fracas que a mãe. Os principais inimigos desta planta são representados por pulgões e fungos. O primeiro pode causar perda de seiva na murta; o segundo, uma série de patologias, como o oidium, que se manifesta pela distribuição de um pó branco nas folhas. Essas doenças podem ser contrastadas com a ingestão correta de água e fertilizantes, ou intervindo com fungicidas nos casos mais graves.


Vídeo: MURTA - CULTIVO, USOS E BENEFÍCIOS. Nô Figueiredo (Janeiro 2021).