+
Jardim

Peônias significado


O nome: significado do nome da peônia


O nome Peonia deriva da grega paionia, que significa planta que cura: as raízes da planta têm propriedades medicinais e seu nome lembra o episódio da Ilíada em que Peone, médico dos deuses e estudante de Asclépio, cuida de Plutão, ferido por Ercole. Para a tradição oriental, o significado da peônia Está ligada à imortalidade, mas suas flores são emblemas de fugacidade, porque a floração dura apenas algumas semanas. No leste, a flor da peônia é reverenciada como uma fonte de sorte e bons desejos para um casamento feliz. Símbolo de amor e carinho, é também portador de prosperidade, honra, valor e nobreza de alma. Quando está florescendo, é portador da paz. Existem três lendas antigas sobre a peônia: Asclépio, com ciúmes de seu aluno, tentou matá-lo e Zeus para salvá-lo o transformou na planta da peônia; em outra lenda, diz-se que a peônia nasceu no local em que Diana chorou pela morte que ela mesma dera a Orion; finalmente, uma lenda chinesa fala das ninfas que usavam pétalas de peônia para se esconder.

As origens e características da peônia



A peônia é o único gênero da família Peoniacee: essa família inclui espécies herbáceas perenes e arbustos decíduos. As peônias herbáceas são de origem européia e incluem as variedades derivadas da peônia officinalis: cada uma das hastes carrega uma única flor sem cheiro; há também uma variedade derivada da peônia lactiflora, nativa da Sibéria, cujas hastes carregam mais flores com um aroma muito decorativo de rosa e cores que variam do branco ao vermelho. As peônias lenhosas ou semelhantes a árvores são nativas da China e do Japão e são plantas bastante rústicas. São plantas delicadas, mas fáceis de cultivar em regiões temperadas e climas áridos. Eles resistem à seca e florescem na primavera. As peônias são plantadas no outono ou mesmo no inverno, mas apenas se o solo não estiver congelado. A planta repousa para desenvolver raízes e se preparar para a floração da primavera. O solo adequado é argiloso e rico em húmus, sem estagnação da água. As peônias amam o sol e devem ser posicionadas longe de outros arbustos.

Uso e propriedades medicinais da peônia



A peônia officinalis refere-se às propriedades medicinais da peônia. Na homeopatia desde os tempos antigos, a peônia era usada como remédio contra a epilepsia, além de ser um antiespasmódico e um sedativo. A raiz foi usada para tratar neurastenia, neuralgia e enxaqueca, agitação e ansiedade. O uso terapêutico mais comum da peônia é para tosse, fístula, fissura anal e hemorróidas. As flores de peônia também servem para enriquecer os chás, principalmente os que curam a tosse, graças à penula contida na planta: é um antibacteriano, antiinflamatório, analgésico e antiespasmódico; além do paenol, a peoniflorina contida nas flores possui propriedades sedativas e analgésicas. Em geral, o uso da peônia é dividido da seguinte forma: as sementes da peônia têm propriedades purgativas e eméticas; a planta inteira tem propriedades sedativas e antiespasmódicas; pétalas frescas podem ser usadas para produzir um sedativo suave para bebês; finalmente, as pétalas secas são úteis para problemas nas mucosas e na pele.

Peônias significado: O verdadeiro significado da peônia



Peônia é sinônimo de estima, respeito, elegância e desejo de uma vida longa. No Oriente, é um símbolo de sorte e um casamento feliz. Na Europa, também é chamado de rosa sem espinhos e é um símbolo de histórias de amor românticas. A peônia é dada como o décimo segundo ano de casamento. A flor incorpora amor, carinho e prosperidade; além disso, é um símbolo de honra, valor e nobreza da alma. Quando floresce, a planta é um símbolo da paz. No Oriente, seu significado muda: a peônia é um símbolo de nobreza e refinamento. Em yin e yang, a peônia influencia positivamente a vida harmoniosa do homem e da mulher. Peony também é um bom presságio para a prosperidade econômica e a fortuna dos negócios. Na linguagem das flores, a peônia indica timidez e vergonha, vergonha. Dê a si mesmo a peônia quando quiser fazer alguém perdoar algo de um ente querido.