Plantas de apartamentos

Como curar uma orquídea


Orquídea: como escolher a planta certa


A orquídea é uma das plantas domésticas mais agradáveis ​​esteticamente e, diferentemente das crenças populares sobre o assunto, não precisa de tratamentos particularmente complicados e é bastante fácil de cultivar e curar. É importante, no entanto, começar com o pé direito para cuidar desta sessão extraordinária. Depois de escolher o seu tipo favorito - e há muitos que variam em forma e cor - observe atentamente a planta que você está prestes a comprar. Verifique se as flores e as raízes são saudáveis, se as hastes são fortes. Escolha também uma planta com flores que também apresente novos brotos. No que diz respeito à estética, você pode dar vazão à sua imaginação: as mais difundidas são as orquídeas Phalaenopsis, das quais cerca de 60 espécies pertencem, variando do branco mais intenso ao magenta, manchado e listrado.

Substrato e rega



Depois de escolher o seu companheiro de vegetais, você terá que cuidar da planta, na melhor das hipóteses.Esqueça de colocar a orquídea imediatamente. Apesar de ser uma planta resistente, o solo é o calcanhar de Aquiles. No entanto, o substrato para orquídeas é facilmente encontrado em todas as lojas de jardinagem e é composto principalmente de materiais porosos, musgos e poliestireno expandido (turfa, osmunda e casca são os principais componentes vegetais dessa mistura), mas a troca de vasos deve ser feita apenas em casos "extremos": quando isso se torna muito pequeno para acomodar a planta e / ou quando o substrato anterior está apodrecendo. Dito isto, a rega da planta é muito importante: a orquídea deve ser imersa uma vez por semana e nunca regada de cima: isso pode fazer com que a planta inteira apodreça.

Exposição



Para melhor cuidar da orquídea, é importante saber que a exposição direta ao sol do Mediterrâneo é muito forte, embora a planta precise de um ambiente claro para crescer bem, lembre-se de que a temperatura ideal para garantir uma vida longa é entre 18 ° e 20 °, por esse motivo é preferível manter os vasos dentro, nos peitoris das janelas voltados para o leste. Para os mais experientes, também existem híbridos considerados ainda mais resistentes. No inverno, não é absolutamente aconselhável mantê-los ao ar livre, enquanto no verão você pode fazer tentativas, sempre prestando atenção para não queimar os brotos e flores já existentes. Uma boa dica é manter os vasos nas janelas internas do peitoril da janela, de modo a poder usar o slot na parte superior para mudar o ar sem causar trauma à planta.

Como curar uma orquídea: flores e poda



As flores da orquídea duram muito, as que já estão presentes na planta duram meses. Você poderá ver os brotos brotando e parecerá ter essa planta para sempre, mas o que realmente precisa prestar atenção é o momento da poda. Quando você perceber que as inflorescências começam a secar, você terá que cortar cada flor com uma tesoura próxima ao caule. Onde você cortará, haverá pequenos nós no decorrer do galho e isso significa que nesse momento a planta irá brotar novamente. Nas lojas, os vasos de orquídeas são vendidos com suportes nas hastes - amarrados com pequenas pinças - essenciais para a saúde da planta: o peso das flores pode quebrar os galhos, caso se decida remover esses elementos.